Adepto que agrediu Pizzi, não compareceu em tribunal

2

José Pereira, adepto que agrediu Pizzi no FC Porto-Benfica (0-0), não compareceu esta segunda-feira no Tribunal de Pequena Instância Criminal do Porto, tendo-se feito representar pelo advogado Eduardo Sousa Carvalho, que à saída não prestou declarações. O processo sobe agora para o DIAP.

O simpatizante azul e branco, de 34 anos, é de Lisboa, onde tem uma empresa. Após se ter acercado do banco das águias, onde estava instalada a confusão, e ter atingido o médio das águias, o invasor foi empurrado por elementos ligados ao Benfica e facilmente agarrado pelos seguranças.

COMPARTILHAR