Advogado comenta a agressão de adepto a Pizzi: “Estamos perante crime público”

7

João Pinheiro, advogado e comentador da BTV, entende que a agressão do adepto do FC Porto a Pizzi “tem uma gravidade intrínseca”.

Em termos desportivos, explica, “pode ser considerada uma infração disciplinar grave, segundo o Regulamento Disciplinar”, completando: “Os artigos 180º e 181º preveem a punição do clube do sócio ou simpatizante que agrida fisicamente um jogador, ou invada o recinto de jogo, o que terá ocorrido, podendo do processo disciplinar que apreciar a ocorrência resultar a sanção de realização de um a dois jogos à porta fechada.” Centrando-se na ordem jurídica, diz que “a atuação do Ministério Público não depende de queixa, pois estamos perante crime público”.

COMPARTILHAR