Bernardino mente em direto na TVI24

13224

O comentador do Porto Canal e da TVI24, Bernardino Barros, lembrou-se de dar a entender que no domingo adeptos do Benfica riscado o carro do árbitro assistente Inácio Pereira que tinha estado no Vitória de Setúbal-SL Benfica por não ter visto o pontapé de penalti sobre o Carrillo e a entrada sobre Luisão. Num jogo em que o Benfica perdeu por 1-0. Esse jogo foi no dia 30 Janeiro de 2017. Chegou ainda a dizer que ameaçaram a família do árbitro e que a queixa foi apresentada na GNR de Fafe no dia 22 de Fevereiro.

Ora no dia 17 de Fevereiro, 18 dias depois desse jogo, foi dia em que Inácio Pereira estava nomeado para o FC Porto-Tondela. Aquela pouca vergonha de jogo em que, com a “ajuda” de Luís Ferreira, o clube do Apito Dourado conseguiu vencer tranquilamente. Inácio Pereira era o árbitro assistente nº2 (AA2) e não esteve no centro da polémica, pois estava do outro lado.

Bernardino dando a entender que Inácio Pereira teve o carro riscado e a família ameaçada por adeptos do Benfica, 18 dias depois do que aconteceu em Setúbal e num dia em que esteve no FC Porto-Arouca é mentiroso e aldrabão. Dizer que com isso favoreceu o Benfica na Taça de Portugal 9 dias depois foi querer esconder as notícias de hoje em que davam Pinto da Costa e Luís Gonçalves a pressionar e insultar o árbitro da ultima partida ao intervalo e no final do jogo.

Aqui ficam os factos.

COMPARTILHAR