Boavista responde a Francisco J Marques lembrando que o clube estava no CNS

O Boavista reagiu esta quarta-feira, em comunicado, e começa por deixar um recado a “um funcionário de uma SAD”. “Como “Tripeiros” que somos, e cientes da nossa história inequívoca de 114 anos, deveriam todos os que sem qualquer acto hostil da nossa parte e gratuita e inoportunamente se referem à nossa instituição ter a noção de que nossa postura foi, é e sempre será a de total equidistância relativamente a todas as demais instituições desportivas nacionais, tentando ter com as mesmas o melhor relacionamento possível, independentemente da sua dimensão”.”

O clube do Porto refere-se declarações de Francisco J. Marques lembrando, na data referida, nem estava na I Liga. “De qualquer forma, sempre diremos que as situações referidas aconteceram num período em que, pelos motivos injustos e ilegítimos por todos conhecidos, esta SAD se encontrava a disputar o CNS, têm absoluta e inequívoca justificação, e se devem a factos que aliás são do conhecimento de todos os que nessa altura acompanhavam o dia a dia do Boavista e as actividades que ocorriam no Estádio do Bessa, e na sua rentabilização, numa altura em que urgia a necessidade de obtenção de receitas.”

O clube do Bessa fala depois em solidariedade e lembra em obrigação de entidades próximas. “Tivesse esta instituição nessa altura mais solidariedade por parte de instituições que estão bem próximas geograficamente e que porventura teriam essa obrigação, até porque sempre se arrogaram como defensores da sua zona geográfica, e talvez tivesse havido meios para que este percurso tivesse sido menos difícil.”

Os axadrezados reafirmam absoluta independência relativamente a todas as instituições desportivas nacionais e sublinham que não voltarão a pronunciar-se sobre o assunto, prestando explicações apenas a órgãos internos e associados e accionistas.

Subscrever Blog via email

Indique o seu endereço de email para subscrever este site e receber notificações de novos artigos por email.

Junte-se a 1.255 outros subscritores

Siga-me no Twitter