Bruno de Carvalho sugere 11 medidas para a arbitragem e nós também

4756

Cada vez menos se entende o atual presidente do Sporting, Bruno de Carvalho. Pela campanha, parece que se está a candidatar para presidente da Comissão de Arbitragem do que para presidente do seu clube. Na sua rede social apresenta 11 medidas para mudar a arbitragem.

As 11 medidas que Bruno de Carvalho deveria apresentar eram:

  1. Guarda redes
  2. Defesa direito
  3. Defesa central
  4. Defesa central
  5. Defesa esquerdo
  6. Médio
  7. Médio
  8. Médio
  9. Extremo direito
  10. Avançado
  11. Extremo esquerdo

Com estas medidas e silêncio quanto à arbitragem, poderá conseguir ganhar pontos.

Vem o artista falar que o futebol português necessita de se renovar e modernizar em todas as áreas. É verdade, precisa de modernizar na área dos castigos, na rapidez com que são aplicados e penalizar de forma séria presidentes como Bruno de Carvalho. Há quantos anos não se via árbitros na primeira liga a serem escoltados pela Policia? Um presidente que passa semanas e semanas a criticar a arbitragem, treinador a atribuir responsabilidades à arbitragem e um director de comunicação a atacar a arbitragem sem que tenham sido verdadeiramente penalizados. Onde está a mão pesada?

Querem o video-árbitro, mas no jogo da equipa B em que nem foi preciso video-árbitro para fazer uma decisão acertada, chamam aquilo de ridículo. Porque assistente valida o golo por ter a impressão de que a bola sai de um defesa e o árbitro principal garantir que sai de um atacante, fazendo com que quem marca o golo está em fora de jogo e com isso corrigem o erro inicial conforme mandam as regras? Queixam-se de 15 segundos de demora? No mundial de clubes demorou mais tempo e deu barraca. Se fosse no jogo com o Feirense o Video-árbitro não dava de certeza a vitória ao Sporting.

Não era Bruno de Carvalho que defendia o sorteio dos árbitros? Quer os melhores árbitros para os melhores jogos, mas no entanto, tem um treinador que atribui a derrota no derbi a um árbitro que é dos melhores. Culpa o árbitro do empate em Guimarães quando este também é um dos melhores.

Relatórios públicos para quê? Nunca viram um relatório? Os novos árbitros em jogos menores? Então não é o que acontece? Desde quando é que um Sporting-Vitória é um jogo grande? O Vitória não é grande “é enorme” como dizem os sadinos.

Felizmente que os candidatos às eleições, são fraquinhos, porque se não tinha mais com que se preocupar do que andar a ameaçar árbitros.

COMPARTILHAR