Now Reading:
Ministério Público investiga descida de árbitro depois de ameaças do dirigente do FC Porto

Ministério Público investiga descida de árbitro depois de ameaças do dirigente do FC Porto

“Nós sabíamos o que vinhas tu para aqui fazer. Nós vamos conversar mais tarde. A tua carreira vai ser curta”, foram estas as palavras utilizadas por Luís Gonçalves que o levaram à expulsão já no balneário e, posteriormente, a uma suspensão de 30 dias pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol.

Agora o Ministério Público abriu uma investigação à descida de categoria do árbitro Tiago Antunes, depois da ameaça do dirigente portista Luís Gonçalves de que iria ter uma “carreira curta”, divulga hoje a imprensa.


Tiago Antunes foi o quarto árbitro do jogo entre o Sp. Braga-FC Porto (1-1) da época passada (disputado no dia 15 de abril ) e acabou por expulsar o diretor-geral portista Luís Gonçalves, após uma troca de palavras. Aqui sim houve ameaça, causa e efeito. E está relacionado com um vasto conjunto de ameaças e pressões. Desde o lider de uma claque aparecer em estabelecimentos de familiares de árbitros, aparecer no centro de estágio dos árbitros e afins. Aqui sim foi em direto para toda a gente ver. Será que vai haver o mesmo tempo de antena que dão aos e-mails onde não há um que prove que o Benfica comprou um resultado. É o Princípio de um icebergue.

Input your search keywords and press Enter.