Pedro Nunes:”Foi uma decisão premeditada de um árbitro que tirou um título a uma equipa para dar a outra”

1752

Orgulho na decisão?: “O orgulho é consensual. Não era assim que queríamos acabar a época. Demonstramos isso jogo a jogo, em todas as competições. Mas é uma tomada de posição do Benfica, em consciência, a pensar também no hóquei.”

Golo anulado nos últimos segundos do Sporting-Benfica: “Não percebi, não percebo como um árbitro em plena consciência pode anular aquele golo depois de o ter validado. Ao longo de uma prova há momentos em que somos penalizados e outros em que somos beneficiados. O que se passou em Alverca foi uma decisão premeditada de um árbitro que tirou um título a uma equipa para dar a outra. A forma como o Benfica reagiu às derrotas, empates foi sempre especialmente elevada, à exceção de Barcelos. Não digam que o Benfica não tomou uma posição durante a época desportiva. Isso vai ser demonstrado muito em breve”.

Declarações da federação: “Em relação à federação tínhamos algumas dificuldades em responder. Aquilo que tem dito é tão pouco e pobre que não merece grande resposta e corro risco de voltar a ser castigado. Aos nossos adversários, o maior respeito. Como sempre fizemos, tivemos o cuidado de ligar pessoalmente a comunicar a decisão. Ao mesmo tempo, dizer-lhes pessoalmente que nada disto é contra eles. Estranho algumas declarações que ouvi ontem. Quem toma posições corre o risco de ser mal interpretado, corre o risco da crítica fácil. Estamos cá para aceitar com honra e dignidade”.

COMPARTILHAR