Segundo denuncia anónima, FC Porto de tenta guarda-redes do Marítimo

Foi apresentada na passada quarta-feira, na página da Procuradoria Geral da República, Departamento Central de Investigação e Acção Penal, uma denúncia anónima, com o n.º 870/18, acusando o FC Porto de tentar corromper Amir Abed Zadeh, guarda-redes do Marítimo.

Na denúncia, a que imprensa teve acesso e em baixo transcreve, é igualmente referido um alegado contacto do FC Porto com o Marítimo para o acerto de uma dívida relacionada com Marega.

«Na semana passada o guarda-redes do Marítimo Amir Abed Zadeh foi abordado para receber 200.000 para facilitar contra o FC Porto. Premptoriamente o guarda-redes disse que não!
O guarda-redes não aceitou e neste momento o FC Porto, por intermédio de influências de terceiros, pressiona para que seja o Charles a jogar.
Charles é um guarda-redes referenciado por Nuno Correia, um agente conhecido de Matosinhos e amigo pessoal de Pedro Pinho, que mantém relações privilegiadas com o FC Porto e a sua estrutura.
Numa altura em que é conhecida a conjuntura atual do FC Porto, ainda paira uma dívida ao SC Marítimo de 1M do jogador Marega, os dirigentes do Marítimo foram abordados também pela estrutura do FC Porto para o acerto da dívida em falta, e consecutivo reconhecimento da mesma.
Marega é um jogador muito importante na estrutura do FC Porto, do qual só detém 60/prct, sendo 30/prct do Guimarães e 10/prct do empresário que é francês.
O FC Porto continua a utilizar o mesmo método para corromper tudo e todos, com o objetivo de ser campeão.
Estejam as autoridades atentas que mais se vai passar nestes dias.»

Subscrever Blog via email

Indique o seu endereço de email para subscrever este site e receber notificações de novos artigos por email.

Junte-se a 1.255 outros subscritores

Siga-me no Twitter