Sporting vai ao balneário do árbitro, oferece camisola a Carlos Xistra e acusa o Benfica de ter lá ido

Esta foi a acusação do diretor de comunicação do Sporting. “No final do jogo, o diretor de futebol do Benfica, Tiago Pinto, foi ao balneário do árbitro levar umas lembranças, não sei se vouchers ou camisolas do dérbi. Foi acompanhado por alguém do departamento de comunicação do Benfica e o delegado Nuno Pedro. Tiago Pinto esteve mais de 5 minutos na cabine do árbitro. Como é sabido, no final do jogo já o Rui Vitória tinha dado um triste espectáculo, mas não contentes com isso Tiago Pinto dirige-se à cabine, fica lá 5 minutos e sai com cara de poucos amigos, como quem tinha dado um correctivo a Carlos Xistra. Mas queixam-se de quê? Espero que o sr. Tiago Pinto não tenha ido levar um recado por interposto e que Xistra não tenha servido de veículo para os últimos jogos em que intervêm o Sporting e o Benfica”

Ora hoje saiu uma notícia de que o Sporting também foi ao balneário, deixar umas lembranças aos árbitros. Bruno Mascarenhas, vogal da direção do Sporting, esteve no referido balneário após o duelo, que terminou com um empate a zero. O motivo da ‘visita’ do representante do Sporting acabou por estar relacionado com ofertas. As mesmas que o Sporting acusa o Benfica de serem ilícitas e que compram os árbitros.

Então agora já não é crime oferecer camisolas? Depois do escândalo que foi a arbitragem que prejudicou o Benfica, já não há problema com oferta de camisolas a quem o prejudicou? Claro que não dizem nada. O Benfica não ganhou o campeonato e portanto só têm de lançar polémica. Mas eles não só também foram ao balneário, como ofereceram camisolas. Um elemento que nem na ficha de jogo estava foi lá fazer a oferta.

Subscrever Blog via email

Indique o seu endereço de email para subscrever este site e receber notificações de novos artigos por email.

Junte-se a 1.255 outros subscritores

Siga-me no Twitter