Tropeçamos e a seguir não só ganhámos como demos um ENORME BAILE DE FUTEBOL! 3-6

2710

Os tempos são outros. O Futebol está um pouco diferente, mas o Benfica tem na sua história vários episódios de superação.

Este é mais um contado por um adepto.

“8 de Maio de 1994. Numa época em que as vitórias ainda só valiam 2 pontos, recebíamos o Estrela da Amadora antes de ir ao AlvaLIDL.
Tínhamos uma vantagem de 2 pontos sobre os lagartos e não podíamos tropeçar ou corríamos o perigo de perder a liderança na jornada seguinte e provavelmente o campeonato.
E não é que tropeçamos?
Até começamos bem… mas aos 69 minutos, o Mario Jorge faz o empate. 1 ponto perdido e o mundo parecia que ia acabar.
Os lagartos ficaram de peito feito. A equipa de Figo, Balakov, Paulo Sousa, Valckx, Pacheco, Yordanov, Juskowiak ia ganhar de certeza o derby. Era “trigo limpo, farinha amparo”. Iam ganhar e assumir a liderança. Já eram campeões.
A Luz estava ao rubro. O medo pairava entre os adeptos. Como iríamos ganhar em Alvalade com uma equipa em crise de confiança, que não convencia com o seu futebol e além disso tinha Yuran e Kulkov suspensos por indisciplina.
Mas o Benfica é alma, é coração, é superação. E não só fomos ao AlvaLIDL (na altura era mais AlvaPala) ganhar como lhes demos um ENORME BAILE DE FUTEBOL! 3-6.
Deixem de chorar, criticar, mandar abaixo. Apoiar, SEMPRE!!!”

COMPARTILHAR