O Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, afirmou este domingo numa comunicação ao País que foram feitas sete detenções por crime de desobediência, durante o Estado de Emergência. “Verificaram-se sete detenções, um caso foi particularmente grave”, disse. No entanto, o Ministro destacou o “espírito de responsabilidade” e “civismo” que os portugueses manifestaram ao “aplicarem as restições ao direito de circulação”.

Sublinha que foi pontualmente necessária a intervenção das forças policiais, particularmente na Póvoa de Varzim e em Esposende. Revelou que os passageiros estrangeiros, a bordo do navio de cruzeiro que chegou esta manhã a Santa Apolónia, em Lisboa, vão ser transportados de autocarro, sob escolta policial, para o terminal 2 do aeroporto de Lisboa.