AzuisFuteboltop

“A bola vai muito distante da área de ação e nunca é jogável”

PUB

Mais uma vez os ex-árbitros estrangeiros a desmontar a agenda de certos opinadores do tugão

 

Vou citar José Manuel Antunes: “Enquanto os comprometidos ex-árbitros, opinadores das fantasias que lhes servem os interesses obscuros, escrevem os maiores disparates nos falidos pasquins da imprensa desportiva portuguesa, os árbitros estrangeiros e independentes dizem o que é óbvio e toda a gente viu”.

Advertisement

Os ex-árbitros internacionais Gianpaolo Calvarese e Markus Merk, dizem que não qualquer golo irregular do Benfica e citam as leis de jogo.

 

“Estamos num capítulo dos regulamentos que se foca num lance de interferência sobre um adversário. Mas este parâmetro fala de uma interferência sempre em relação à bola. Aqui, nesta situação em concreto, a bola vai muito distante da área de ação e nunca é jogável. Por isso, nunca pode ser assinalado fora-de-jogo. Sobre possibilidade de existir falta, o que se vê é muito pouco para ser falta. Mas se um árbitro, de forma errada, apita, a falta é mais defensável do que um fora-de-jogo. Só para se perceber que nunca pode ser fora-de-jogo.”, disse Gianpaolo

“No lance aos 90’+4, no choque entre ambos os futebolistas, há um contacto de Coates com Florentino, mas é provocado pelo defesa do Sporting. Não há razão para anular o golo, pois o fora-de-jogo também não existe, pois a bola encontra-se numa zona fora do raio de ação”, disse Markus Merk.

Sem agendas e promessas de cargos no futebol, os lances acabam por ser bem comentados.

Leia também: BTV esconde imagens da bola fora antes do penalti para o FC Porto – Vídeo

Comentários

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Advertisement
Botão Voltar ao Topo