Hoje o arguido finalmente foi ouvido num tribunal para falar sobre o que andou a fazer nos últimos anos. Na saída andou a chamar pela Tânia Laranjo dizendo-lhe que era mentirosa. Em vez de parar e dizer ao canal o que tinha para dizer, fez de Miguel Guedes e correu para as redes sociais fazer as queixinhas.

Graças a esse triste episódio, podemos ver o desespero que paira para aquelas bandas e está a fazer moça. Imagine só a coerência do individuo.
“Não, não foi a SAD do Porto que me mandou… Só comuniquei, eles não me ordenaram nada…”, obviamente que o sentido é figurado.
Este é o mesmo individuo que no caso e-toupeira que deu em e-nada, mandava umas bocas de que o presidente do Benfica tinha obrigatoriamente de saber o que fazia Paulo Gonçalves. Paulo Gonçalves era funcionário do Benfica etc etc…
Então o que é Francisco J Marques para o FC Porto? Onde viram os e-mails? Onde os divulgaram? não foi nas suas redes sociais. Quer dizer, nas suas redes oficiais.

Coerência é coisa que não consta no vocabulário daquela gente.