A ambiciosa aposta na expansão das plataformas digitais empreendida nos últimos dois anos tem gerado um crescimento em várias áreas que importa assinalar. Uma aposta que vai desde a oferta e acesso de novos serviços via online como também pelo enorme reforço da produção de conteúdos de comunicação nos diferentes meios.

Alguns exemplos, duas em cada três inscrições de novos associados já são feitas via online e o crescimento do número de utilizadores da nova plataforma e-commerce do clube situou-se acima dos 50% na época passada.

Relativamente às redes sociais, ao longo do último ano, ou seja, desde outubro de 2018, o Benfica tornou-se no clube nacional mais seguido não só no Twitter, mas também no Instagram e no YouTube. Esses números foram ainda alargados ao longo dos últimos doze meses.

Essa consolidação da liderança nacional está associada a uma outra escalada: a europeia. Este salto permitiu ao Benfica, de acordo com o relatório de novembro de 2019 da plataforma de consultoria digital IQUII, atingir o TOP 20 de clubes europeus das seis principais ligas europeias (Alemanha, Espanha, França, Inglaterra, Itália e, claro, Portugal) no que diz respeito ao número de seguidores no Instagram e de subscritores no YouTube, algo que importa realçar ainda mais tendo em conta a dimensão demográfica do nosso mercado comparativamente aos outros países.

Para este crescimento terá contribuído certamente o enriquecimento dos conteúdos, mais centrados nos verdadeiros protagonistas, jogadores e treinadores, além do próprio clube e a sua atividade, nomeadamente a desportiva e a das Casas e Fundação.

As prioridades têm passado por prestar mais e melhor informação aos benfiquistas, reforçar, dentro do possível, os índices de utilização a nível nacional, e desenvolver a marca do clube a nível internacional. Esta é uma aposta para manter, o esforço é contínuo e o objetivo é melhorar cada vez mais estes indicadores.

Uma palavra ainda para a afirmação da BTV, com cerca de 230 mil subscritores no presente e que tem colecionado prémios que a distinguem e avalizam a qualidade do canal, sendo reconhecidamente o melhor canal de clube no mundo, o único que transmite, em direto, os jogos da sua equipa de futebol. E outra para o jornal, verificando-se um crescimento da venda em banca, contrastando com a realidade do sector, a das assinaturas, que cresceram 170% (quase triplicaram!) desde janeiro. Um valor notável.

São números e factos que importam realçar, num momento em que o clube se prepara para lançar um novo projeto de produção de conteúdos, o Benfica Play, que consolida a afirmação e projeção do clube a nível nacional e internacional.

P.S.: Que fique muito claro que o Sport Lisboa e Benfica considera que a escolha anunciada do ex-dirigente do Sporting Clube de Portugal para os quadros de Direção da Liga evidencia desnorte nesta decisão da sua presidência, ainda mais tendo em conta todo o contexto recente vivido no futebol português.