Benfica defende-se das suspeitas levantadas por Rui Pinto

Advertisement

O Sport Lisboa e Benfica foi hoje novamente visado, desta vez publicamente, por Rui Pinto, que entendeu levantar suspeitas relacionadas com uma deslocação do Ministro dos Negócios Estrangeiros da Hungria ao Estádio da Luz, no verão de 2019, ao mesmo tempo que as autoridades portuguesas enviavam às autoridades húngaras um pedido para alargar o mandado de detenção europeu que lhe foi aplicado no âmbito do processo-crime cujo julgamento se iniciará no próximo dia 4.

O Sport Lisboa e Benfica, recorde-se, não ocupa qualquer posição processual no referido processo-crime onde foi emitido o mandado de detenção europeu. O Sport Lisboa e Benfica apenas sabe, pela comunicação social, que o Ministério Público imputa a Rui Pinto o cometimento de 90 crimes, não sendo o Sport Lisboa e Benfica ofendido ou lesado em nenhum desses crimes. Isto é, Rui Pinto começará, na próxima sexta-feira, a ser julgado pela alegada prática de 90 crimes, sem que nenhum desses crimes tenha sido cometido contra o Sport Lisboa e Benfica.

Basta este simples facto para se concluir que não há qualquer fundamento na insinuação hoje soprada por Rui Pinto.

Rui Pinto e os seus assessores jurídicos saberão o caminho e a campanha que escolhem para fazer a sua defesa, jurídica ou mediática, no âmbito do referido processo. O Sport Lisboa e Benfica não está disponível para lhes dar guarida nessa campanha, nem alimentará as necessidades de protagonismo ou de defesa de quem quer que seja. E isso vale para aquilo que hoje disse Rui Pinto, como vale para aquilo que o próprio ou outros em seu nome possam vir a dizer no futuro e com idênticos objetivos.

O Sport Lisboa e Benfica continuará, hoje como ontem, absolutamente focado na sua atividade desportiva e em honrar a sua história.