Benfica envia recurso para plenário do Conselho de Disciplina da FPF

Advertisement

Conselho de Disciplina havia mantido o cartão amarelo, considerando que o alemão “simulou ter sido rasteirado, tentando enganar o árbitro”.

O Benfica já enviou o recurso para o plenário do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol sobre o cartão amarelo a Weigl, depois de ontem, quarta-feira, o CD ter anunciado a decisão de o manter, considerando que o alemão “simulou ter sido rasteirado, tentando enganar o árbitro”.

Os encarnados apresentam o argumento de que o jogador foi tocado e que, por isso, não houve qualquer simulação.

No desafio em Moreira de Cónegos, Weigl foi admoestado com o cartão amarelo, aos 64 minutos, o quinto na competição, na sequência de uma grande penalidade assinalada a favor do Benfica, que acabou por ser revertida pelo videoárbitro (VAR).

Desta forma, o internacional germânico não poderá dar o seu contributo ao Benfica, no domingo, frente ao Farense, num jogo da 20.ª jornada do campeonato.

Também o avançado brasileiro Edson Farias, do Feirense, que pisou um adversário, na vitória frente ao Casa Pia (1-0), da 20.ª jornada da II Liga, conheceu igual desfecho por parte do CD, que manteve o cartão amarelo.