Benfica reage às declarações do SC Braga e revela pressões

Advertisement

O Benfica conseguiu, em Braga, a 5.ª vitória consecutiva em março. As contas do mês estão fechadas e são fáceis de fazer: 5 jogos, 5 vitórias, 11 golos marcados, 0 sofridos. Sinais muito evidentes de que o pior já passou e que, nos próximos dois meses, a equipa tem condições para prolongar a recuperação que tem vindo a fazer após a dura “tempestade” que sobre ela se abateu.

O triunfo em Braga – justo, categórico, cristalino, indiscutível – permitiu-nos subir um lugar na classificação da Liga, mas também continuar a alimentar a ideia de que é possível ir mais além na classificação.

Foram mais 3 pontos – e isso era o que realmente interessava – e também mais 90 minutos com a nossa baliza inviolada. Contas feitas, o Benfica chegou ontem aos 500 minutos consecutivos sem qualquer golo sofrido no Campeonato Nacional. Um registo que confirma, também do ponto de vista defensivo, as melhorias significativas que a equipa de Jorge Jesus tem vindo a registar nas últimas semanas.

Nos últimos 8 jogos da Liga, o Benfica sofreu apenas 1 golo (em Moreira de Cónegos), na marcação de um penálti. E, por falar em penáltis, aí vão 24 jornadas sem qualquer grande penalidade a favor. Repita-se: 24 jornadas!

O SC Braga está a realizar uma temporada meritória e tem sido considerado por diversos observadores, e até pelo nosso treinador, inclusivamente, como “um verdadeiro grande” do futebol português. Ontem, porém, os seus responsáveis tiveram dificuldade em aceitar a realidade com que se depararam: um adversário superior em todos os aspetos do jogo e que mereceu, sem a mais pequena dúvida, sair vencedor.

As pressões exercidas pelo SC Braga, quer no intervalo, quer no final da partida (presenciadas pelas mais diversas autoridades), só podem ser entendidas à luz da desilusão do resultado. E também próprias de quem tem fraca memória e já não se recorda, por isso, do que aconteceu na jornada anterior.

A competição entra agora em pausa, para dar lugar a uma jornada tripla de seleções, e no regresso, então, sim, iniciaremos a reta final da temporada. Aguardam-nos mais 10 jornadas da Liga e, por fim, o jogo decisivo da Taça de Portugal.

No Campeonato estão ainda 30 pontos em disputa e, como prometido, iremos lutar por todos eles. Palmo a palmo. Minuto a minuto. Ponto a ponto. No fundo, jogo a jogo.