Brasil vai reclamar o golo que sofreu frente à Suiça de Seferovic

Advertisement

O empate do Brasil diante da Suíça (1-1), na Arena de Rostov, foi uma das surpresas da 1.ª jornada do Mundial-2018. Os canarinhos, apontados como um dos principais favoritos a vencer a competição, adiantaram-se no marcador graças a um grande golo de Philippe Coutinho, mas um tento de Steven Zuber selou o empate para a formação helvética.

Ora é precisamente esse golo que os responsáveis da seleção vão reclamar junto da FIFA. Segundo o Globo Esporte, a Federação Brasileira de Futebol (CBF) vai enviar uma carta à Comissão de Arbitragem do organismo, reclamando pela não ação do videoárbitro (VAR) no lance. No entender do escrete, Zuber cometeu falta sobre o defesa Miranda, antes de cabecear para golo.

A carta foi confirmada por Edu Gaspar, coordenador da seleção brasileira, que, para além do golo da Suíça, vai questionar a Comissão de Arbitragem sobre uma grande penalidade não assinalada a favor do Brasil, na sequência de uma alegada falta de Akanji sobre Gabriel Jesus, que passou despercebida ao árbitro mexicano César Ramos.

No final do encontro, a FIFA fez saber que a arbitragem da partida foi acertada, salientando que o único erro cometido foi a repetição do golo da Suíça ter sido exibida nos ecrãs do estádio, algo que vai contra as regras impostas aos operadores televisivos.

«Acho que foi falta. A repetição passou enquanto eles comemoravam o golo e acabaram por não a rever. Têm quatro profissionais a ver, como nos disseram em reunião. São quatro profissionais a trabalhar exclusivamente para isso», criticou Neymar no final do encontro.