Advertisement

Bruno Esteves e a dualidade de critérios no SL Benfica 2-0 Boavista

Advertisement

Bruno Esteves falhou na dualidade de critérios que aplicou durante toda a partida. Entre faltas não assinaladas e amarelos forçados por faltas inexistentes, o árbitro, que por norma está sempre perto da despromoção, errou sempre em prejuízo do clube da Luz. Não sabemos se vai ser uma prática recorrente em todos os árbitros nomeados para os jogos do Sport Lisboa e Benfica, mas o que é certo é que os seus adversário nunca são condicionados com amarelos. Principalmente no sector do meio campo. No domingo foi um show de faltas do Idris, que imagine-se, só foi expulso aos 91 minutos. Para trás ficou um rol de faltas em que a equipa do Boavista saiu beneficiada ao ter o seu jogador em campo. Faltas idênticas e critérios diferentes sempre em prejuízo do Benfica como podem ver no video. Uma entrada para vermelho directo, sem bola, muito parecida à do Maicon da época passada e nem amarelo levou. Numa falta inexistente de Samaris teve coragem de exibir o cartão amarelo.

Advertisement

Lembrar os casos de Adrien e André André que fazem um rol de faltas e poucos são os amarelos mostrados a esses jogadores. Samaris nem faltas fez dignas de exibição de cartão amarelo, acabou por ver mais uma vez.

DEIXE A SUA RESPOSTA

Advertisement

Botão Voltar ao Topo