As mensagens intimidatórias que o árbitro Bruno Paixão tem recebido por parte de adeptos do FC Porto demonstram bem a coação que fazem sobre os árbitros. O juiz setubalense, de 44 anos, tem sido regularmente ameaçado e vai apresentar queixa na polícia judiciária contra sócios e simpatizantes do FC Porto.

Nas mensagens é possível ver os muitos insultos dirigidos ao árbitro. Nesta mensagem por exemplo, Vítor Oliveira refere que Bruno Paixão vai ficar “bem marcadinho” e lembra o episódio de Pedro Proença, em que foi agredido no centro comercial Colombo em 2011.

Bruno Paixão teme pela própria integridade física e pela da família e vai mesmo apresentar queixa na polícia judiciária devido às ameaças que tem recebido de adeptos e simpatizantes do FC Porto.