Capristano ARRASA anti-Benfiquista Baganha

Advertisement

José Manuel Capristano, antigo vice-presidente do Benfica, desvaloriza os recentes ataques de Augusto Baganha, antigo presidente do Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ), em direção ao emblema encarnado.

Para Capristano, é importante que na leitura das declarações de Baganha se tenha sempre presente o sentimento que este tem pelo Sporting e associa-lhe a rivalidade com o Benfica.

“Augusto Baganha é sportinguista mas é mais um anti-benfiquista primário. O gabinete do ministro desmentiu [as alegadas declarações que circularam dizendo que o ministro da Educação teria dito que o “Benfica está acima da lei”]. Andamos numa vida em que toda a gente desconfia de toda a gente. Não vou dizer o que isto me faz lembrar”, comentou José Manuel Capristano.

“O que aconteceu a nível governamental quando os Super Dragões, liderados pelo senhor Madureira, visitaram os árbitros na Maia?”, perguntou Capristano, em alusão a um episódio no qual o árbitro Artur Soares Dias foi ameaçado durante um treino, na Maia, em 2017.

No local, na altura, estava também José Fontelas Gomes, presidente do Conselho de Arbitragem, e apareceu Fernando Madureira, líder dos Super Dragões, que negou aos jornalistas que se tinha tratado de uma ação ameaçadora da claque portista.