Caro Benfiquista está na hora de acabar com isto! | Hugo Gil

Caro Benfiquista está na hora de acabar com isto!

Independentemente do Benfica apresentar recurso e até haver reversão desta decisão, há muitas ilacções a serem retiradas disto…

1- O cariz discriminatório da medida é qualquer coisa de vergonhoso, parcial e de sem noção daquilo que está a criar. Os adeptos do Benfica vão ser chamados a fazer uma revolução no futebol mais cedo ou mais tarde. Porque vão ser obrigados a fazê-lo. Desta vez não foi só o Benfica que recebeu ordem de fecho de portas, o Braga e o Paços de Ferreira também receberam. E quanto ao Braga até é caricato.

Pub

Depois vemos os outros que tentam ser grandes, a rirem-se do lamaçal a que chegou o futebol português porque nunca lhes toca nada. No estádio do dragão um adepto agride Pizzi e o que aconteceu? Isto. É o mesmo Conselho de Disciplina.

E este?

O mesmo Conselho de Disciplina que também fechou os olhos a este caso.

E o caso do Brahimi? Ainda não há castigo porquê? Samaris foi castigado(e bem) em menos tempo. Do que espera o Conselho de Disciplina?

2- O comportamento dos adeptos.

O ponto anterior não pode servir para desculpabilizar os “nossos” actos menos correctos e “sacudir a água do capote”. Há responsabilidades que não podem ser esquecidas mesmo quando criticamos um conselho de Disciplina que se coloca de joelhos quando se trata do clube que tem juízes e do outro que tem a fruta.

3- A necessidade de se tomarem medidas: quer sobre uma lei que, além de muito duvidosa no seu cariz (obrigatoriedade de Associativismo), não está a ser aplicada na sua letra no que às claques “legais” diz respeito; quer sobre a mobilização dos adeptos – nós – para defenderem o Clube.

Lei obriga adeptos a registarem-se no IPDJ se quiserem ir ver um jogo de futebol. Mas depois vemos a lista dos registados e dá para rir

Nenhum dos pontos anteriores é dissociável. De fora para dentro e vice versa.
Querem matar o futebol neste país por manifesta incompetência das instâncias responsáveis, a todos os níveis. Quem com ferros mata, com ferros morre e, se há algum Clube que pode marcar uma diferença, é o Benfica e a sua massa de adeptos.
Começa, de facto, a haver necessidade premente de nos organizarmos e tomarmos medidas de força – que não se confundem com violência – para que sintam o mal que estão a fazer. A começar por não irem aos jogos fora(aqueles onde praticam preços pornográficos quando se trata do Benfica). Nesses jogos nem podemos levar adereços alusivos ao nosso Benfica, arriscamos a pagar bastante por um bilhete e ainda podemos ficar de fora. Não somos bem tratados.

Não ir a qualquer jogo da Selecção Nacional.
Exigir um camarote limpo de Pedros Proenças, Sónias Carneiros, Tiagos Craveiros, Meirins e tantos outros.
Colocar para fora do espaço do Benfica, juntas-letras e cartilheiros que frequentam a nossa casa. Não são bem vindos ali.

Este clube não pode continuar a ser atacado desta forma. Temos de dizer basta.