César Boaventura denuncia e questiona o “veículo para enriquecimento ilícito” no FC Porto

Advertisement

Foi através das redes sociais que o agente de jogadores César Boaventura denunciou cerca de 20 contratos de exclusividade de venda de jogadores do FC Porto apenas a um agente.

“Existe uma empresa de agenciamento de um SUPER AGENTE Português, que é detentora de cerca de 20 contratos de exclusividade de venda de jogadores do FC Porto. É realmente estranho isso poder acontecer em Portugal, mas para quem é conhecedor do crime organizado deixa de ser estranho, vejamos.

– Uma só empresa com cerca de 20 contratos exclusivos para venda de atletas, até aí é estranho, no entanto sabe-se que desses cerca de 20 contratos, existe uma cessão de 18% a 25% do valor da venda nos cerca de 20 contratos ao agente Pedro Pinho, conhecido por ser o braço direito do Presidente do FC Porto, e também por muitas vezes já referido em processos de corrupção, assim como no Estoril Gate entre outros.
De que serve estes contratos? Pagamento de favores? Veículo para enriquecimento ilícito? Forma de desviar dinheiro de uma SAD para pagamentos ilícitos? Ou será só mesmo para destruir um clube financeiramente? De que forma o Banco Carregosa consegue entregar as quantias em líquido? Como são todas as movimentações dos capitais?
– Também podem sim investigar a conta de alguns jornalistas, ainda existem muitos sérios, mas investiguem, o dinheiro tem que aparecer de algum lado.
Ponham-se atentos, as jogadas tem sido feitas a alto nível!”