Conselho de Arbitragem perde mais um caso na justiça contra Jorge Ferreira

O Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol reconheceu que houve ilegalidade na despromoção à categoria C3 do antigo árbitro Jorge Ferreira. Com esta decisão, o antigo juiz de Braga vai jubilar-se na categoria C2, que lhe permitiria, no máximo, apitar jogos do Campeonato de Portugal. Recorde-se que está ainda pendente no Tribunal Arbitral do Desporto o recurso da despromoção da categoria C1 para C2. Esta é mais uma vitória de Jorge Ferreira (atualmente assessor de arbitragem no Leixões), uma vez que ganhou todas as decisões que corriam no Conselho de Justiça da FPF.

Por essa razão, o antigo juiz entende que os quadros do Conselho de Arbitragem (CA) não têm condições para continuar. “Peço a demissão imediata do CA”, afirmou Jorge Ferreira, numa curta reação a Record.

No Facebook, César Boaventura aproveitou a deliberação do Conselho de Justiça para visar o FC Porto. “Aperta-se o cerco. A arbitragem perde mais um recurso do caso Jorge Ferreira. Afinal está quase destapado o Apito Dourado”, escreveu o agente.

Subscrever Blog via email

Indique o seu endereço de email para subscrever este site e receber notificações de novos artigos por email.

Junte-se a 1.255 outros subscritores