Depois de Bruno de Carvalho é a vez de Francisco J Marques e Jornal Record

Advertisement

Nova época e parece que somos o alvo de outros clubes. Depois de Bruno de Carvalho, ex-presidente do Sporting, agora é a vez do jornal Record e do diretor de comunicação do FC Porto, Francisco J Marques ocuparem o lugar.

Ao final da tarde fomos alvos de uma acusação infundada e mentirosa por parte do diretor de comunicação do FC Porto. Escreveu Francisco J Marques que nós tínhamos publicado um e-mail que envolvia o FC Porto, para o jornal Record fazer notícia. A piada começa aqui pois toda a gente sabe quantas vezes criticamos o “jornal do Sporting”. O que foi feito sim foi um retweet de dois alegados e-mails divulgados por um bando de criminosos. Francisco J Marques mentiu na publicação que fez ao tentar responsabilizar-nos de um acto que não praticamos. Isto para não falar de que nos acusa de estarmos ligados a outras pessoas.

Onde é que já se viu um director de comunicação, que andou a divulgar documentos privados e alguns até, segundo as vítimas falsos, venha agora queixar-se e acusar os outros de e-mails falsos. De facto é preciso ter muita lata.

Depois vemos o jornal Record a editar a notícia seguindo a linha de acusação de Francisco J Marques.

Mais tarde, emitem uma nota editorial dizendo que foram alvos de pirataria. Essa mesma nota editorial foi alterada minutos depois. No meio disto tudo, é sempre o mesmo nome que é chamado ao barulho quando não tem nada a ver com o assunto. Aguardamos um pedido de desculpas oficial ou vão ter de provar nos locais próprios que foram alvos de pirataria.

Enquanto brincam aos piratas há quem chore por reforços e quem não esteja satisfeito.