DGS remete casos do Benfica para a Liga

Advertisement

A Direção Geral de Saúde considera que não é a autoridade competente para decidir o adiamento dos jogos do Benfica, como o clube encarnado sugeriu na sequência da deteção de dezassete casos positivos no grupo de trabalho de Jorge Jesus.

Sandra Bessa, a assessora de imprensa da DGS, considera que a Direção Geral apenas decidirá sobre a continuidade ou não da prática do futebol profissional como um todo, não decidindo sobre casos particulares, sendo que o isolamento da equipa do Benfica tem de ser decidido pela autoridade de saúde regional.

«Se o Benfica considera que o melhor é adiar os jogos dos próximos 14 dias tem de se articular com a Liga de Clubes. Tem de pedir um esclarecimento à Liga de Clubes porque isso interfere com o calendário de competições da Liga», referiu Sandra Bessa.