Director de Futsal do Sporting agride Bruno Coelho

bruno coelho

O Benfica tinha acabado de vencer o Sporting em Odivelas, e o jogador benfiquista Bruno Coelho era o último a abandonar o recinto de jogo. No túnel, escondido, à sua espera, estava Miguel Albuquerque. O diretor de futsal do Sporting expressou toda a sua frustração agredindo Bruno Coelho com uma cabeçada à traição, enquanto lhe chamava, com a classe que caracteriza aquela gente que se diz diferente, «porco» e «filho da puta», sendo depois separado por quem estava por perto.

O incidente foi presenciado pelos delegados da Federação e pelos agentes da PSP, pelo que é forçoso que tenha sido registado em relatório. Será que haverá coragem para atuar em conformidade perante uma situação que as câmaras não captaram?

Outra situação que ficou registada foram os vários canticos contra o Eusébio. Se numa modalidade onde se retira 3 pontos por transmissão em diferido de um jogo, estão à espera de quê para fazer uso dos regulamentos.