Advertisement

Diretor de comunicação do FC Porto “irritado” com o treino aberto do Benfica

Treino aberto motivou vários complexos de inferioridade

Advertisement

O treino aberto do Benfica foi um mimo do novo treinador para com os adeptos. Jogada de união ou não, só é pena que não se façam mais vezes porque certamente iriam ter mais adeptos a ver os treinos da equipa. Roger Schmidt surpreendeu quem quis ir assistir ao treino, com um jogo de intensidade em pequenos períodos de tempo.

Quem não ficou contente foi aquela gente do costume. Os que têm grandes complexos de inferioridade. O que para nós é um mimo e um exemplo de união entre equipa e adeptos, para outros é mais um complexo de inferioridade. Tudo porque a imprensa esteve em peso a dar cobertura a um evento do Benfica. Porque é que não fazem o mesmo? Ainda ontem houve um cartilheiro a puxar dos galões dizendo que o FC Porto já teve treinos abertos com 28 mil pessoas. Mais que em qualquer outro jogo, na sua casa em determinados jogos do campeonato.

O arguido também num caso de violência doméstica, que convoque toda a imprensa desportiva, incluindo a Abola, e já agora que forneça a alimentação a quem está a fazer cobertura ao evento. Em vez de pagarem a habitual multa, por não darem alimentação à comunicação social, em dias de jogo, podiam tratar melhor quem baixa as calças para falar bem de vós.

Para a história fica mais um exemplo do complexo de inferioridade. Pode ser que a Cofina escreva “FC Porto irritado com o treino aberto do Benfica”

DEIXE A SUA RESPOSTA

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Botão Voltar ao Topo