Diretor do Record faz-se de vitima no seu jornal quando ninguém o mencionou na BTV

Advertisement

– Agora faz lá uma página no teu jornal a chorar que eu e o Benfica te atacamos. Vai chorar para a CMTV que és um coitadinho e que estás a ser injustiçado. Aproveita e chama o CNID, o sindicato dos jornalistas e o teu ex-companheiro dos pequenos-almoços no gabinete presidencial. Aproveita e de caminho mete mais processos. Não te esqueças de os fundamentar porque o que vais ler a seguir é apenas de mais uma opinião como todos as outras. Opiniões bem mais tranquilas que aquelas que tens nas redes sociais, quando respondes a algumas pessoas.

Caro leitor, a mensagem acima destina-se apenas a uma pessoa e de certeza que ele a vai ler.
Bernardo Ribeiro usou o jornal que dirige, para fazer uma defesa pessoal. Para mim é igual porque não dou um único cêntimo para sustentar Bernardos Ribeiros e amigos. Poderia fazer um jornal anti-Benfica recheada de gente com os mesmos gostos(espera, já o fazem) que não faço intenção de dar um único cêntimo. Fez a defesa de algo que só existiu na sua cabeça. Nenhum dos comentadores do programa “Aquecimento” mencionou o diretor do Record ou outros nomes de comentadores ditos independentes. Ninguém disse que o Bernardo Ribeiro é um anti-Benfiquista primário, que celebra golos do Sporting em salinhas de convívio, no edifício da Cofina e que gosta de pequenos-almoços com grandes personalidades. E sinceramente tenho pena que não o tenham dito. No meio de tanta imagem, com exemplos de comentadores ditos independentes, até ao momento, foi o único que chorou nas redes e usou um jornal para fazer o choradinho. Mas convido a ver o que foi dito sobre o tema comentadores.

 

 

Fez questão de adquirir uma medalha que nunca lhe pertencerá.
Recentemente saíram os resultados do jornal “O Benfica” e podemos dizer que foi dos poucos que cresceu nos últimos tempos, tanto no papel, como no digital. O que vê na imagem de apresentação, são as vendas do Record em 2012/13 e em 2020. Como pode ver, a queda é brutal. E não me venham falar do Covid porque o jornal do clube continua a manter números.
O que deveria preocupar o diretor do Record, era a de uma solução para ganhar mais leitores e não o que se diz na BTV. Porque o que leva à queda de receitas do jornal, não é o facto do papel estar ultrapassado, é no que vem lá dentro. É graças ao conteúdo de pouca qualidade, que leva a que as pessoas não comprem o jornal que em tempos até dava gosto.

 

Mas quem sou eu para criticar a maneira como alguém gere um jornal? Olhe, que continue a fazer-se de vitima e a ligar pouco aos números, que nós agradecemos. Mais tarde ou mais cedo, o resultado será aquilo que muitos de nós desejamos.