Doyen emprestou e FC Porto “camuflou” o dinheiro

Advertisement

Quando assunto envolve Rui Pinto e o Benfica, o resultado são buscas na Luz. Quando o assunto envolve o hacker e o seu querido FC Porto o resultado é 0.

A notícia de hoje demonstra que Pinto da Costa tem lapsos de memória. Quando foi questionado pela TVI, sobre os negócios do filho com o clube, disse que não os tinha e não podia ter. Hoje em tribunal, foi confirmado que o filho do presidente do FC Porto lucrou 700 mil euros no negócio Casemiro.

 

 

Para além deste lapso de memória, Pinto da Costa também negou o envolvimento do filho no caso Football Leaks. Pelo que foi dito em tribunal, parece que está mesmo envolvido.

Mais grave que as declarações do presidente do FC Porto, é a ausência de investigação ao FC Porto. Visitas à Luz existem sempre que Rui Pinto abre a boca, ontem, em tribunal, foi dito que a Doyen emprestou dinheiro ao FC Porto e que alegadamente, o mesmo foi “camuflado” por um banco. Ninguém investiga? Está tudo normal? Ao que parece, já se preparam para viajar para Vigo.