“Esta emissão, face às circunstâncias, deve encher de orgulho”

Advertisement

Na qualidade de presidente da SAD do Benfica, Rui Costa congratulou-se com o resultado do novo empréstimo obrigacionista, que valeu encaixe financeiro de 35 milhões de euros.

«Hoje é um dia importante para o Benfica, pese embora a conjuntura recente. O objetivo do novo empréstimo obrigacionista foi alcançado. De resto, era uma das primeiras metas que tínhamos definido no último plenário dos Órgãos Sociais. Tal demonstra a confiança num projeto sólido e sustentado, na forma como sempre cumprimos os nossos compromissos ao longo destes anos», disse, em declarações divulgadas pela Euronext Lisbon.

O agora líder da SAD encarnada, nomeado a 9 de julho após a demissão de Luís Filipe Vieira, admitiu que «não foi o maior valor alcançado das 11 emissões obrigacionistas» levadas a cabo pela sociedade, não deixando, porém, de salientar: «Esta emissão, face às circunstâncias, deve encher de orgulho de forma muito especial todos aqueles que trabalharam para o resultado alcançado. Nesse sentido, o meu reconhecimento e agradecimento a todos.»