Ex-árbitros queixam-se de penalti contra o Benfica num lance que dá golo ao Estoril

De facto estamos perante gente que é paga para manipular a opinião publica, na imprensa. Tratam as pessoas por burras, dizendo o que quer e lhe apetece. Os culpados, são os diretores dos jornais que pensam mais no número de vendas, em vez de se preocuparem com o que é escrito nos seus jornais. Antigamente havia o pato, hoje há um bando deles, espalhados pelos mais diversos jornais.

Ao que interessa. O jornal ojogo e o Record, colocam os ex-árbitros a dizer que há penalti de Fejsa no último jogo. No Record temos Marco Ferreira, Benfiquista como Francisco J Marques diz que é, que escreveu algo como isto: “Penalti claro por assinalar, num lance que o VAR incompreensivelmente não agiu“. Então na sequência deste lance, não nasce o golo do Estoril? Desde quando é que se anula um golo para assinalar penalti, dando a possibilidade do infrator de manter o resultado? Percebem agora porque Marco Ferreira desceu de categoria? Percebem porque teve a pior nota de sempre de um árbitro profissional? Mas há mais!

No jornal ojogo a coisa ainda é mais caricata. Destaco o Jorge Coroado, que na CMTV viu um penalti cometido por Luisão na área adversária. “Penalti por assinalar e o VAR deveria estar a dormir”. Mais uma vez pergunto: Como pode este bando pode comentar arbitragem se não sabem nada da mesma? O VAR só interviria neste lance se não tivesse dado golo. Como já aconteceu, assim que o jogo fosse interrompido, o VAR entrava em acção, dizendo que era penalti. Porque de fato, é penalti!

Para que não restem dúvidas aqui fica o lance.

Como dizia o diretor de comunicação do FC Porto e insolvente, Francisco J Marques, “uma vez mentirosos, para sempre mentirosos”

Subscrever Blog via email

Indique o seu endereço de email para subscrever este site e receber notificações de novos artigos por email.

Junte-se a 1.255 outros subscritores