Fábio Veríssimo regressa e com mais polémica

Depois de umas férias em Hong-Kong, Fábio Veríssimo regressou aos relvados e novamente com polémica.

O Farense empatou (1-1) em casa com o Leixões, num encontro da 2.ª Liga. O árbitro, que pediu dispensa por tempo indeterminado na sequência do Benfica-FC Porto da final four da Allianz Cup – depois de duras críticas de Luís Filipe Vieira ao seu desempenho como VAR -, voltou este sábado ao ativo numa partida que terminou com as expulsões de André Geraldes (pela terceira vez desde que chegou aos algarvios, em novembro) e Alan Júnior, jogador dos algarvios, que deixaram duras críticas à arbitragem.

“Respeito o trabalho de todos os agentes do futebol mas é importante dizer que o Farense é um clube que representa uma região, um histórico, um clube que quando joga fora leva dezenas e centenas de adeptos a correr o país atrás desta equipa. Calmamente, com a postura que me é reconhecida, apelo a que as instâncias do futebol português, que têm a responsabilidade de supervisionar e também de acompanhar tudo o que é o fenómeno do futebol, que olhem para este jogo e analisem. Isto não se trata de nada contra a classe da arbitragem. Apelamos a que as instâncias que fazem essa gestão que analisem. Provalvelmente vão dizer que já o fazem, por isso apenas vou reforçar isso. A grandeza e dimensão deste clube merece que sejamos respeitados”, afirmou o CEO da SAD do Farense na sala de imprensa.

O novo treinador, Álvaro Magalhães, sucedeu-o nas críticas: “Faço um lamento sobre o que se está a passar no futebol português. Isto realmente… o que se viu hoje aqui… Entrei agora pelos meus próprios pés, não foi necessária gente com influências, quem me contratou conhece-me e vim representar uma instituição que merece respeito. O Farense fez tudo para ganhar mas alguém não deixou.”

Subscrever Blog via email

Indique o seu endereço de email para subscrever este site e receber notificações de novos artigos por email.

Junte-se a 1.255 outros subscritores