Federação italiana confirma investigação de troca de jogadores para fins contabilísticos

PUB

A Federação Italiana de Futebol (FIGC) abriu uma investigação a várias transferências de jogadores realizadas entre 2019 e 2021, confirmou hoje o organismo transalpino à agência noticiosa France-Press.

No entanto, a FIGC recusou-se a revelar quantos e quais negócios estão a ser investigados, depois de os jornais La Repubblica e Il Tempo terem noticiado hoje que estão sob escrutínio 62 transferências, na sequência de uma inspeção da autoridade reguladora do mercado mobiliário italiano (CONSOB).

PUB

A imprensa transalpina refere que o valor dos jogadores transferidos foi inflacionado, para fins contabilísticos, e a troca de atletas utilizada para equilibrar as contas dos clubes envolvidos.

Por cá vale tudo para clubes como o FC Porto e Sporting não vendam ativos para equilibrar as contas.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.