Imprensa espanhola fica surpreendida com a expulsão de Javi Garcia

Advertisement

O Boavista averbou na terça-feira a segunda derrota consecutiva na I Liga, ao perder por 1-0 na receção ao Nacional, numa partida que ficou também marcada pela expulsão de Javi García, capitão dos axadrezados, aos 74 minutos de jogo.

O médio viu dois amarelos de forma consecutiva. García afastou com o braço um adversário depois de uma discussão e o jogador do Nacional caiu no relvado, motivando a amostragem do segundo cartão ao espanhol.

O caso não tardou a chegar ao país vizinho: a imprensa espanhola manifestou incredulidade com a expulsão de Javi García, adjetivando mesmo a decisão do árbitro Fábio Melo de “ridícula”.

“O teatro do jogador do Nacional deu os seus frutos e o árbitro caiu no seu jogo, expulsando Javi”, pode ler-se no Sport. Já o As fala em “teatro infame”. “Javi García, ex-canterano do Real Madrid, milita agora no Boavista e foi expulso por duplo amarelo depois de um incidente numa bola parada. Um exagero do rival que saiu bem cara ao espanhol”, assinala o jornal.

E ainda não chegaram sequer a pensar que o próximo jogo é com o FC Porto. Ainda nem pensaram que a equipa de Pinto da Costa anda a queixar-se do pau que o Corona leva e não do que dá. Se tivessem chegado a essa conclusão, não ficariam surpreendidos, achavam normal.