Estamos juntos!

Cada um em sua casa! Longe do Seixal, do Estádio da Luz e dos nossos adeptos. Mas, na verdade, sempre juntos! A terrível notícia de que nos iríamos separar temporariamente, na verdade, acabou por nos aproximar ainda mais. Ou, pelo menos, de outra forma.

O plantel do Benfica, mas também a equipa técnica e todos aqueles que habitualmente trabalham connosco no Seixal, tem estado em contacto diário. Seja para tirar alguma dúvida sobre tudo o que ficou programado para a preparação que estamos a cumprir, seja para resolver qualquer nova situação, seja, simplesmente, para termos notícias uns dos outros e, como é óbvio, das respetivas famílias.

Estão a ser dias diferentes, que nunca nenhum de nós alguma vez pensou viver. Aquilo a que estamos a assistir diariamente pela televisão e pelas notícias que chegam a cada segundo, das mais diferentes formas, alterou a nossa forma de olhar o mundo. Era inevitável. Nunca se está preparado para uma situação destas, mas agora não adianta mais: o problema existe. Dizem-nos que o pior ainda está para vir, mas temos de apelar ao mais alto sentido de responsabilidade de cada um de nós e fazer aquilo que nos compete. Proteger-nos, a nós e às nossas famílias, e ao mesmo tempo continuar a cumprir, da melhor forma possível, as nossas obrigações profissionais.

Mesmo em tempos de incerteza, temos a consciência do papel que nos cabe e aquilo que de nós esperam os adeptos do Benfica. O futebol está em suspenso, tal como o mundo, mas vamo-nos preparando, dia após dia, como se o próximo jogo chegasse já no sábado! Sabemos que não vai ser assim, infelizmente, mas é nesse reencontro com os adeptos e com aquilo que mais gostamos de fazer que vamos buscando motivação para seguir em frente.

No dia em que nos despedimos uns dos outros, no balneário, sabíamos que iria ter de passar um tempo (grande, provavelmente) até nos podermos voltar a reunir ali naquele mesmo sítio. Cada dia que passa… é menos um dia que falta. Tenhamos paciência, coragem e fé. O mais importante é ultrapassarmos este período negro, que a todos ameaça, e podermos voltar a fazer aquilo que gostamos. E para quem gostamos. Mesmo que cada um esteja, por agora, em sua casa, esta vitória será conseguida da mesma forma que foram todas as outras: JUNTOS!

Jardel, capitão do Sport Lisboa e Benfica