Jornal Expresso usa Benfica manipulando informação para gerar mais dinheiro

Quem não se lembra dos pequenos almoços em Alvalade durante mais de 3 horas. A capa de hoje do expresso, mostra que eles não só existem como são controlados pelo departamento anti-Benfica. Não basta falar, temos de provar.

Ontem Bruno de Carvalho fez um ataque bem grande à imprensa. Hoje sai uma notícia falsa feita por um jornalista, de seu nome Pedro Candeias, que nunca escreveu contra FC Porto e Sporting. Nunca falou da operação Fénix, os 2000 na conta de um árbitro, as pressões feitas na arbitragem por parte de FC Porto e Sporting, a investigação a Luís Gonçalves no caso da descida de Tiago Antunes, As VMOC´s e as comissões investigadas no Sporting e por aí adiante.

A noticia que sai hoje é completamente falsa. Diz Pedro Candeias que a PJ fez a junção dos processos por suspeitas fundadas de matéria crime nos vouchers e compra de jogadores. Onde estão os e-mails que comprovam a compra de um árbitro? Os e-mails a falar em dar vouchers a árbitro A ou B estão aonde? Onde está o responsável ou o documento em que a PJ diz isso? Se há suspeitas fundadas porque é que não há acusação e não há arguidos? Se há suspeitas fundadas porque é que esperaram pela junção dos processos para dar uma nova vida aos vouchers? Se há suspeitas fundadas porque é que a PJ não torna público o relatório preliminar da investigação? E se há assim tantas suspeitas fundadas porque é que a seguir à junção dos processos tem de ir a correr atrás de uma acusação que não faz parte de nenhum desses processos?

Toda a fundamentação do Candeias só prova que ele está a ser telecomandado pelo homem dos pequenos-almoços que se colou esta semana ao caso dos vouchers ressuscitando-o. Mas o que o Candeias escreve, nunca lhe poderia ter sido dito por alguém do Ministério Publico. Porque jamais fariam uma mistura tão atabalhoada de assuntos. Juntar o caso dos jogadores do Rio-Ave quando na altura dos 4 jogadores acusados, 2 foram os melhores em campo, 1 estava castigado e o outro nem jogava no clube.

Isto é mesmo uma notícia tendenciosa e com o único objectivo de colar ao argumentario do Sporting por causa dos vouchers. É que é tão básico que nem percebo como é que um jornalista se presta a estes papéis.

O Expresso omitiu todas as notícias sobre processos sobre Sporting e FC Porto como o processo que foi aberto pelo ministério público sobre a denúncia de ameaças e pressões sobre a arbitragem; a coincidência desta notícia com o post do Bruno de carvalho; na notícia dos vouchers falar que ultrapassou os limites da UEFA o que é falso omitindo que foi arquivado pela UEFA e por 6 vezes por diversas entidades; omitir nos jogadores comprados que logo na primeira denúncia do Rio-Ave-Benfica; a omissão de todas as histórias como a cabala do FC Porto na compra de apostas.

Subscrever Blog via email

Indique o seu endereço de email para subscrever este site e receber notificações de novos artigos por email.

Junte-se a 1.255 outros subscritores