Juiz Carlos Delca continua com o processo do ataque à academia e Bruno de Carvalho é ouvido a 3 de julho

O Tribunal da Relação decidiu manter o juiz Carlos Delca na fase de instrução do processo do ataque a Alcochete.

A Relação rejeitou o último incidente de recusa de juiz que tinha sido apresentado no passado dia 15 de maio, data em que deveria ter começado a fase de instrução.

Publicidade

O início da fase de instrução do ataque à Academia do Sporting, em Alcochete, em maio de 2018, está agora marcado para 2 de julho e no dia seguinte será ouvido o ex-presidente Bruno de Carvalho, após dois adiamentos.

Fonte do Tribunal de Instrução Criminal (TIC) do Barreiro indicou hoje à agência Lusa que o juiz de instrução criminal (JIC) Carlos Delca agendou para 2 de julho o interrogatório de quatro arguidos: Hugo Ribeiro (10:00), Celso Cordeiro (11:00), Sérgio Santos (14:00) e Elton Camará (15:00).

No dia seguinte, pelas 10:00 e 14:00 estão marcados, respetivamente, os interrogatórios a Eduardo Nicodemus e ao antigo presidente do Sporting Bruno de Carvalho.