Liga e Federação dão força à campanha promovida por criminosos

O Benfica assegura que a fuga de informação dos contratos dos jogadores que caíram na Net não resulta de uma falha interna. Fonte oficial dos encarnados disse à imprensa que “serão as autoridades competentes que analisarão a origem das fugas de informação na sequência da queixa apresentada pelo Benfica”.

“Nunca seriam alegadas auditorias forenses feitas por responsáveis internos de uma qualquer instituição em causa própria a ter essa competência. Se o que é relatado na notícia publicada pela revista Sábado, e de acordo com o comunicado divulgado pela Liga, que essas auditorias provavam que o documento chegou à Liga de Clubes e à Federação Portuguesa de Futebol não é igual ao que foi divulgado no bloque Mercado de Benfica, então essas informações e essas conclusões são falsas”, observou.

E concluiu: “Não deixa de ser irónico que as conclusões são idênticas depois de invocadas falhas de segurança de uma e outra entidade”.

Agora pensem e vejam o desespero desta gente. Os criminosos fizeram asneira e saíram a acusar meio mundo. Para provar a autenticidade dos documentos falsificam outros para defender a Liga e a FPF. Depois de admitirem falhas de segurança colocam o avençado centro a dar força aos criminosos que inicialmente os defenderam.

Estão completamente cercados e desesperados ao ponto de trabalharem em conjunto, ainda que de forma indireta. O alvo desta gente é o Benfica o que é grave.