Luís Filipe Vieira recordou a partir do Benfica Campus o trajeto das águias até ao inédito tetracampeonato, apontando mais além depois de goradas as expectativas de continuar a fazer história em 2018.

“Passados 39 anos é que conseguimos ganhar um tricampeonato. O tetra foi inédito. Não chegámos ao penta infelizmente mas vamos trabalhar para chegar um dia ao penta, com certeza”, vincou o presidente das águias à conversa na BTV com Luisão, Jonas e Salvio.

“As imagens também deixam sempre recordações que marcam muito. Qualquer título fica na memória mas o que vale hoje é o presente e o futuro. Temos de olhar para a frente mas eles sabem que estão na história do Benfica”, acrescentou.

O dirigente máximo do clube, de 70 anos, recusou o rótulo de ‘pai do tetra’. “O pai do tetra são os que aí estão. Primeiro quero mandar um abraço ao Luisão, ao Salvio e ao Jonas. Tenho saudades vossas. Qualquer um deles marcou uma passagem muito importante pelo Benfica. Marcaram toda a familia benfiquista”, vincou Vieira, que lembrou depois o ‘papel do tetra’.

“Eles sabem qual foi a mensagem. Entreguei ao Luisão aquilo que achava. A primeira mensagem não foi nada agradável mas depois dei-lhe o tal documento para eles guardarem. Foi curioso que quando fomos campeões a primeira coisa que o Luisão fez foi mostrar que estava ali o documento”, reiterou o presidente dos encarnados ao canal do clube.