A segunda parte do prolongamento já corria, com os dragões à procura do golo do empate, e um lance junto à linha lateral, perto da área do Sporting, em que o árbitro assistente assinalou falta a favor dos leões, motivou protestos do banco dos dragões e levou Marega, que já tinha sido substituído, e estava no banco a assistir ao jogo, a arremessar uma garrafa de água na direção do árbitro assistente.

O quarto árbitro, Carlos Xistra, viu a garrafa a voar e não terá percebido de onde esta veio. O Sporting acabou por vencer nos penaltis mas o castigo continua por apurar. Onde andavam os delegados? Será que consta no relatório a tentativa de agressão?

Certo é que Marega não foi alvo de qualquer sanção pelo mau comportamento evidenciado. Se fosse algum jogador do Benfica o auto de flagrante delito já estaria aberto e o jogador castigado.