Inicio Futebol Mesa da Assembleia Geral do SL Benfica deixa esclarecimentos a candidaturas

Mesa da Assembleia Geral do SL Benfica deixa esclarecimentos a candidaturas

Esclarecimentos do presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sport Lisboa e Benfica

Considerando que três das candidaturas anunciadas às eleições para os órgãos sociais do Sport Lisboa e Benfica, a realizar no próximo mês de outubro, se me dirigiram recentemente, manifestando preocupação quanto ao desenrolar do processo eleitoral, designadamente quanto à fiabilidade do sistema informático que suporta o voto eletrónico, compete-me, enquanto presidente da Mesa da Assembleia Geral em exercício, averiguar as questões formuladas e tudo fazer para que a votação decorra com a maior transparência e possibilite uma alargada participação dos sócios do Sport Lisboa e Benfica.

Deste modo, importa prestar os seguintes esclarecimentos:

1. Desde o ano de 2006 que as deliberações em Assembleia Geral, bem como as votações para eleição dos órgãos sociais do Clube, têm decorrido com recurso ao voto eletrónico e, sublinhe-se, têm merecido dos sócios em geral a aceitação pacífica dos diversos resultados obtidos. Aliás, naquele ano de 2006 o sistema informático, que ainda hoje se mantém, foi então verificado pela Comissão Nacional de Eleições que lhe deu o seu assentimento.

2. Face às questões formuladas, nomeadamente, quanto à confidencialidade da votação, a impossibilidade de voto múltiplo e a garantia de recontagem de votos no caso de necessidade, foi-me explicado pelos serviços informáticos do Clube o modo de funcionamento de todo o sistema e por estes garantida toda a fiabilidade do mesmo, condição essencial para que as eleições decorram com a maior transparência e seriedade.

3. Em todo o caso, e a exemplo do realizado em anteriores atos eleitorais, logo que estejam formalizadas e aceites as diversas candidaturas, convidarei cada uma delas a indicar um técnico informático para, em sua representação, monitorizar todo o sistema junto dos serviços informáticos do Clube, bem como acompanhar com estes o processo de votação no dia das eleições.

4. Igualmente, convidarei também um representante de cada uma das candidaturas para uma exposição sobre todo o procedimento da votação, nomeadamente, no que diz respeito à garantia de confidencialidade da opção escolhida por cada sócio.

5. Para que se garanta a rigorosa identificação dos eleitores, antes da votação propriamente dita, a credenciação presencial de cada um deles far-se-á através do respetivo cartão de sócio acompanhado de documento oficial válido com fotografia (ex. cartão de cidadão, passaporte, carta de condução). Com efeito, a votação nas diversas mesas de voto é realizada individualmente por cada um dos sócios eleitores, tanto mais que constitui infração disciplinar [artigo 28.º, alínea c) dos Estatutos] a cedência para qualquer finalidade do cartão de associado.

6. À semelhança dos últimos quatro atos eleitorais, a votação no próximo mês de outubro será efetuada por meios eletrónicos, garantindo assim maior eficiência, celeridade na votação e um rápido apuramento de resultados.

7. Ainda assim, para que, por um lado, não subsistam quaisquer dúvidas nos benfiquistas quanto à correção e seriedade na votação e nos resultados finais apurados e, por outro, para que mais facilmente se realize eventual recontagem de votos em caso de necessidade, irá ser acoplado, a cada um dos pontos informáticos onde os sócios votarão, um equipamento que imprimirá em papel o número de votos e a candidatura votada. O aludido voto em papel será depositado em urna, ficando desta forma terminado o procedimento individual de votação.

8. Acresce referir que, em todas as mesas de voto, as diversas candidaturas concorrentes poderão fazer-se representar por um delegado da respetiva candidatura (na sede até três), que obrigatoriamente terá de ter a condição de sócio eleitor e terá de se apresentar no local devidamente credenciado pela Mesa da Assembleia Geral.

9. Por fim, informo que me encontro a desenvolver diligências junto dos órgãos de comunicação do Clube, designadamente junto da BTV, de modo a que seja concedido tempo de antena a cada uma das candidaturas entregues e aceites, para que possam esclarecer os sócios dos seus propósitos.

Lisboa, 4 de setembro de 2020

O Presidente da Mesa da Assembleia Geral (em substituição), Virgílio Duque Vieira