António Figueiredo, antigo vice-presidente do Benfica, falou em arbitragens “miseráveis” de Artur Soares Dias e Jorge Sousa numa entrevista concedida ao ‘Diário de Notícias’, referindo que não acredita que árbitros estrangeiros possam apitar jogos de águias e dragões até final do campeonato e deixando duras críticas à FPF e Liga de Clubes.

“Não espero nada da Federação e do senhor Fernando Gomes, nem da Liga de Clubes. Já se percebeu bem de que lado é que estão! É por isso que entendo que isto só lá vai se a arbitragem for gerida por um organismo independente”, frisou na mesma entrevista.

Benfica vai avançar com participação disciplinar contra jogadores do FC Porto

O antigo dirigente ‘encarnado’ enumera, depois, os lances em que aponta o dedo a Artur Soares Dias, árbitro do ‘clássico’ do passado sábado.

“O que esperar de alguém que nem sequer dá amarelo naquela agressão bárbara do Marega logo aos quatro minutos? E quero ver quantos penáltis como aquele do Ferro é que esse senhor vai marcar nos próximos meses!”, destacou.

Benfica: Uma “Sicília” com “mensagem de morte e condicionamento” perante “silêncio medroso e cúmplice”

António Figueiredo afirma que Soares Dias “não está em condições de apitar jogos do FC Porto”, lembrando que este já foi alvo de um ataque por parte de elementos dos Super Dragões.

A terminar a entrevista ao ‘Diário de Notícias’, António Figueiredo aponta também o dedo a Jorge de Sousa, para além de Soares Dias. “Basta ver as recentes arbitragens miseráveis daqueles que são considerados os melhores árbitros portugueses. O Artur Soares Dias fez o que fez no FC Porto-Benfica e o Jorge Sousa também esteve muito mal no Sp. Braga-Sporting”, lembrou.

Vídeo: o silêncio de quem tem medo de árbitros estrangeiros