News Benfica fala da vitória na taça, da entrevista de Adel e de mais um feito de Rochele

Advertisement

Pedia-se o apuramento para a ronda seguinte da Taça de Portugal e o objetivo foi concretizado, numa partida em que a nossa equipa defrontou um adversário, o Paredes, muito organizado defensivamente. Apesar da margem mínima obtida (0-1), o triunfo benfiquista não sofreu qualquer contestação, dado o sentido único do jogo e a exclusividade das oportunidades de golo criadas a pertencerem aos comandados de Jorge Jesus.

O nosso treinador destacou a “equipa completamente diferente” lançada para o jogo, realçando que se tratou de uma boa oportunidade para testar jogadores menos utilizados em contexto competitivo.

De facto, houve três estreias absolutas pela equipa A (Daniel dos Anjos, Helton Leite e Tiago Araújo), além do lateral João Ferreira, que alinhou pela primeira vez em competições oficiais. Gonçalo Ramos fez o seu terceiro jogo oficial pela equipa A na sua ainda curta carreira como sénior, enquanto Ferreyra e Morato tiveram a sua primeira oportunidade na presente temporada, Cervi e Chiquinho a segunda e Samaris a terceira.

No polo oposto está Pizzi, um dos mais experientes no onze inicial frente ao Paredes e agora o único utilizado por Jorge Jesus em todas as partidas nesta temporada, que completou 293 jogos pelo Benfica em competições oficiais, o que o coloca na 30.ª posição, a par de Cardozo, no ranking de jogadores com mais “jogos oficiais” de águia ao peito.

Chamamos ainda a atenção para a entrevista concedida por Taarabt ao jornal “Record”, em que o nosso jogador confessa que, a determinada altura da sua carreira, quase perdeu a paixão por jogar futebol, o que o fez perceber que teria de mudar a mentalidade com que encarava a profissão de jogador de futebol. Hoje, o marroquino é um exemplo de redenção, um atleta que coloca os interesses do coletivo acima dos individuais e que se empenha diariamente na perseguição dos objetivos do Clube, reconhecendo, retrospetivamente, que a vinda para o Benfica foi o melhor que lhe aconteceu.

P.S.: Depois de Telma Monteiro, foi a vez de Rochele Nunes subir ao pódio no Campeonato da Europa Seniores de judo. A atleta do Benfica conquistou a medalha de bronze, a primeira da sua carreira a nível individual num Europeu, na categoria +78 kg. Parabéns!