News Benfica: “Pedro Pichardo, finalmente, representou a seleção nacional de atletismo”

Publicidade

É verdade que, no Campeonato, o que interessa é como acaba e não como começa, mas a defesa do título e esta jornada inaugural iniciaram-se da melhor maneira.

A forte presença de benfiquistas, em ano de vendas recorde de Red Pass, correspondeu às expectativas. Os quase 63 mil nas bancadas constituíram-se como a maior assistência de sempre na primeira jornada realizada neste Estádio da Luz.

Conseguimos uma vitória convincente perante um adversário organizado, difícil e de qualidade, e vimos as estreias, em competições oficiais no Estádio da Luz, dos reforços Raul de Tomas, Chiquinho e Vinícius, além de mais um jogador da formação, Nuno Tavares, coroada com o primeiro golo da equipa neste Campeonato e uma exibição que deixou todos entusiasmados. E vimos também Pizzi chegar aos 50 golos de águia ao peito em competições oficiais.

Publicidade

Para a satisfação ser ainda maior, os deslizes de dois dos nossos principais rivais acentuam a importância da necessidade de total concentração nestes primeiros jogos, isto porque, todas as equipas já apresentam níveis muito elevados num Campeonato que se prevê bastante disputado.

Vídeo: Golo do Sporting vem de uma falta de Coates

De realçar que, apesar de novo 5-0 (desde 1964/65 que o Benfica não marcava pelo menos 10 golos nos primeiros dois jogos oficiais da temporada), Bruno Lage destacou que naturalmente a equipa ainda não demonstra na plenitude as rotinas com que terminou a época passada, pelo que mais importante se torna a forma incansável com que é visível como todos os jogadores lutam e trabalham em prol da equipa.

Humildade, resiliência nos momentos mais difíceis e apoio incansável dos milhões de sócios e adeptos em cada jogo e estádio onde formos continuará a ser a chave do sucesso para esta longa e muito difícil caminhada.

Agora todo o foco está já virado para o próximo sábado e para a difícil deslocação ao Jamor para o jogo com o Belenenses, SAD. E desde já fazemos um apelo à mobilização de todos os benfiquistas para enchermos aquele estádio histórico, apoiarmos a nossa equipa, darmos corpo, também neste aspeto, ao lema “jogo a jogo” e lutarmos pela revalidação do título que tão difícil e brilhantemente reconquistámos Pelo Benfica.

Uma nota ainda para a entrada a ganhar da nossa equipa B na sempre competitiva II Liga. Mais que a obtenção da vitória, foi importante constatar o enorme talento que continua a brotar do Seixal. Dos 14 jogadores utilizados, quatro têm ainda idade de júnior e três começam agora o seu primeiro ano de sénior. O presente já passa pela formação. O futuro está garantido!

P.S.1: O ministro dos Negócios Estrangeiros húngaro, Péter Szijjàrtó, marcou presença no Estádio da Luz, assistiu ao triunfo da nossa equipa e homenageou Béla Guttmann e Miklós Fehér. Por razões distintas, Guttmann e Fehér, ambos húngaros, nunca serão esquecidos e terão sempre um lugar na história do Sport Lisboa e Benfica.

P.S.2: Pedro Pichardo, finalmente, representou a seleção nacional de atletismo e a estreia não poderia ser melhor: 1.º lugar no triplo salto do Europeu das Nações, que se realizou na Noruega, contribuindo para o feito inédito do atletismo português, a subida à Superliga do Campeonato da Europa de Nações.

CONTINUAR A LER

Subscrever Blog via email

Indique o seu endereço de email para subscrever este site e receber notificações de novos artigos por email.

Junte-se a 1.255 outros subscritores