Newsletter Benfica: Recuperar é urgente

Advertisement

Depois de, em Vila do Conde, frente a um adversário complicado, a nossa equipa ter regressado aos triunfos, não esperávamos novo desaire. Aconteceu, não devia ter acontecido, e agora não nos resta outra possibilidade que não seja a de olhar para o próximo jogo com a ambição de regressarmos às vitórias.

Esta equipa e estes jogadores já deram provas no passado recente da sua capacidade de recuperarem e ultrapassarem os momentos mais difíceis. Todo o foco tem de estar concentrado aí.

O ciclo negativo de resultados dificulta a revalidação do título. Mais do que nunca, exige-se uma resposta à Benfica!

Faltam seis jornadas, a distância é de três pontos, e se alguma coisa aprendemos com o passado, e mesmo nesta época, é que as contas só se fazem no fim. Agora importa centrar esforços já no próximo jogo, na deslocação ao Marítimo.

Sabemos que esta fase final do Campeonato está a viver-se em situações atípicas e em circunstâncias particularmente difíceis. Isso mesmo foi visível no jogo de ontem. Mas essas circunstâncias são iguais para todas as equipas.

Faltam os benfiquistas nas bancadas, o 12.º jogador que tantas vezes empurra a equipa para as vitórias ou a ajuda a ultrapassar dificuldades. E que falta fizeram num jogo tão atípico como o de ontem.

Golos fortuitos, uma grande penalidade forçada (mas que não deve servir de atenuante), a equipa ter-se visto em desvantagem por duas vezes (a segunda contra a corrente do jogo) e ter conseguido a reviravolta no resultado, para depois ser penalizada pela ineficácia e infelicidade na fase final do jogo. Independentemente das circunstâncias, perdemos três pontos e tal não deveria ter acontecido.

Todos esperamos que este ciclo difícil seja o mais rapidamente ultrapassado. A nossa história gloriosa demonstra que quase sempre o conseguimos com celeridade. A capacidade de superação e a resiliência são marcas distintivas do Benfica e dos benfiquistas.

Estamos certos de que a equipa técnica e o plantel, afinal os campeões nacionais em título, mais do que todos quererão dar essa alegria aos milhões de benfiquistas que, por fora, só querem uma coisa: ganhar e lutar em cada jogo pela vitória. Não desistiremos!