Newsletter do FC Porto absolvida e Benfica a ter de pagar 20 mil euros de multa

Advertisement

O Conselho de Disciplina da FPF emitiu, esta terça-feira, o parecer sobre vários processos relacionados com o FC Porto – Marítimo, disputado a 3 de outubro, referente à 1.ª jornada da Liga.

Os dragões perderam por 2-3 e, no final do encontro, Sérgio Conceição criticou a arbitragem de Rui Costa durante o encontro. As palavras do treinador dos portistas valeram-lhe, agora, multa de 2.040 euros. No mesmo processo, o FC Porto foi absolvido pelo conteúdo da publicação Dragões Diário no dia seguinte ao encontro com os insulares.

Já o Benfica foi condenado a pagar 20.910 euros por, na newsletter oficial, ter exigido explicações sobre o comportamento de Sérgio Conceição, detalhando também vários lances que, no entender das águias, foram mal julgados e a favor dos dragões:

«O que se passou no jogo entre FC Porto e Marítimo é demasiado grave para que os responsáveis pelo futebol português finjam que nada viram. Antes da partida, o treinador reclamou pelo antijogo e, na segunda parte, estando em desvantagem e sem qualquer correspondência com os tempos de paragem, foram dados mais dez minutos.

O primeiro golo do FC Porto foi precedido de falta nítida de Danilo. E o penálti assinalado devido a uma pretensa falta sobre Marega não deveria ter existido. Quem vê o lance percebe que o jogador do Marítimo chega antes à bola e o portista chuta no pé do adversário. Inexplicavelmente, o VAR nada disse.

E aqui colocam-se questões muito concretas ao Conselho de Arbitragem. Não viram? Não avaliam o que se passou? Qual a explicação para tão evidentes erros, principalmente do VAR?

E qual a razão para as sucessivas nomeações do VAR Luís Ferreira para os jogos do FC Porto, quando são de todos conhecidas as suas sucessivas falhas de avaliação sempre em benefício daquele clube?», lia-se, na altura, no comunicado das águias.

Temos um treinador que só apanha 2 mil euros de multa de um clube que vê a sua newsletter ser absolvida e o Benfica a ter de pagar mais de 20 mil euros por emitir uma opinião na sua newsletter. Não disse que tínhamos de prender o árbitro, não disse que o Benfica tinha sido roubado e também não disse que os lances em questão, não seriam assinalados no Dragão ou em Alvalade.

É assim que vão mantendo um clube calado enquanto o outro pode dizer o que quer.