O fantástico desempenho do xistrema

Advertisement

Antes de falar sobre o xistrema, mais uma vez gostaria de dar os parabéns ao sporting por conseguir condicionar fora das 4 linhas e vencer dentro delas. A estratégia foi muito bem montada e que agora vão poder respirar um pouco mais não fazendo cair alguns elementos da direcção como estava previsto. Parabéns e os frutos vão ser colhidos mais lá para a frente.

Conforme também já aqui tinha escrito sobre Carlos Xistra, no fundo para um 13º classificado, não me surpreendeu em nada a sua maneira de atuar. Foi parcial, não soube gerir o jogo e foi fraco nas análises dos lances. Por um jogo estar num confortável 0-3, a partida só termina aos 92 e até lá as leis do jogo são para se aplicar. Desde grandes penalidades – uma delas no 0-0 – desde o critério na amostragens dos cartões condicionando o meio campo do SL Benfica o quanto antes e ao contrário foi permitiu tudo, Carlos Xistra voltou aos velhos tempos do SC Braga – SL Benfica ou Académica – SL Benfica. Por mais laterais que se critique, por falta de um 8 que se critique, por falta de banco ou pela falta de empenho, não podemos comer com arbitragens destas e calar.

O Clube calou-se mas quem aos 70 minutos tentou puxar por aqueles que vestem a nossa camisola não se pode calar e permitir que arbitragens como a de ontem. Mesmo perdendo não se pode permitir, assim como ganhando por vários golos. A equipa do SL Benfica esteve mal e temos de estar com eles mas também temos apontar o dedo ao 13º classificado do ano passado. Perdemos por culpa própria mas também tivemos um xistrema à moda antiga.