Advertisement

O Ministério Público vai deixar que o assalto se concretize?

Advertisement

O fundo norte-americano Apollo Global Management, que em 2015 adquiriu a seguradora Tranquilidade, que pertencia ao BES, e no ano seguinte chegou a acordo para a compra da Açoreana Seguros, companhia de seguros de que o Banif era acionista, prepara-se agora para comprar parte da dívida do Sporting, os 135 milhões de euros em valores mobiliários obrigatoriamente convertíveis (VMOC), por míseros 40 milhões, com tremendo prejuízo para os contribuintes portugueses.

O acordo que visa salvar as finanças de curto e médio prazo do Sporting Clube de Portugal está prestes a ser formalizado. O Ministério Público, que se entretém, persecutoriamente, a investigar todas as gavetas já vasculhadas do estádio da Luz, parece não ter interesse em escrutinar as sucessivas trapalhadas financeiras da aliança do hotel Altis, nem tão pouco em defender o bolso dos portugueses deste assalto escandaloso.

Advertisement

ASSINE A PETIÇÃO AQUI

Os clubes portugueses que competem com o Sporting também estão a ser altamente lesados. Enquanto que uns têm de cumprir as suas obrigações bancárias, tal como toda a gente, e gerir o seu orçamento de acordo com essa realidade, o Sporting gasta os milhões que não tem e não paga a ninguém. Nem precisa. Tudo lhes é perdoado, como se de uma criancinha se tratasse. Assim é fácil ser competitivo.

Os portugueses têm de tornar impossível que isto avance sem rolar cabeças. Há quem se indigne muito e arme um escândalo se for jantar fora e lhe cobrarem uns patés a mais, mas nestas questões não se manifesta. Assinem a Petição e partilhem-na. Nós, contribuintes, temos a obrigação social de reprovar esta operação.

Texto de:

DEIXE A SUA RESPOSTA

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Botão Voltar ao Topo