O presidente do Conselho de Arbitragem da FPF faz apelo. Mas e atuar?

O presidente do Conselho de Arbitragem da FPF diz que o futebol português “vive um momento delicado” e apela ao “bom senso de todos os agentes desportivos”

Fontelas Gomes, o presidente do Conselho de Arbitragem da FPF, reiterou nesta segunda-feira o apelo ao “bom senso de todos os agentes desportivos” no sentido de combater a violência no futebol.

[su_expand more_text=”CONTINUAR A LER” height=”0″ hide_less=”yes” link_color=”#ff0100″ link_style=”button” link_align=”center” more_icon=”icon: arrow-down”]”O Conselho de Arbitragem olha com especial preocupação para toda a violência no futebol, por entender que se trata de um fenómeno complexo, com impacto profundo no desporto, e, de uma forma geral, na sociedade”, disse Fontelas Gomes.

O dirigente reagia assim a vários incidentes registados no fim de semana, cujos atos atingiram alguns árbitros e outros agentes desportivos.

“O futebol português vive um momento delicado, pelo que o Conselho de Arbitragem da FPF apela mais uma vez ao bom senso de todos os agentes desportivos, sobretudo aqueles que teimam em utilizar o espaço social para confundir adversários com inimigos. O discurso que despreza os valores do futebol gera violência. A apologia do ódio, como assinalou o presidente da FPF em tempo útil, tem de parar já”, acrescentou Fontelas Gomes.

O dirigente deixou ainda “uma palavra de solidariedade e apoio a todos os árbitros e outros agentes desportivos que tiveram a infelicidade de ser, de alguma forma, ofendidos no desempenho da atividade que amam”.[/su_expand]